eBook

Psicologia das senhas

Como entender e superar (maus) comportamentos relacionados a senhas

Baixar o eBook

Explorando os comportamentos de segurança de senhas de 3.750 profissionais em sete países.

A pandemia de COVID-19 afetou os lares e os locais de trabalho de milhões de pessoas no mundo todo. Escritórios fecharam, funcionários passaram a trabalhar remotamente e famílias ficaram em quarentena em casa. Sem ter para onde ir, a vida online virou rotina.

70% relataram passar mais tempo online para fins de entretenimento pessoal e trabalho.

65% das pessoas usam a mesma senha ou uma variação dela para várias contas, mesmo sabendo que isso gera riscos à segurança.

45% das pessoas não alteraram as senhas no ano passado, mesmo após um vazamento de dados.

As pessoas escolhem quais contas proteger


Embora 92% das pessoas saibam que é arriscado reutilizar uma senha para várias contas, 65% delas continuam praticando esse hábito. Para muitos, é uma questão de memorização de senhas, ou seja, eles só conseguem se lembrar de algumas senhas únicas. Dessa forma, nem todas as contas têm a segurança que merecem.

Em vez de escolher quais contas vale a pena proteger, deveríamos tratar todas as credenciais como vulneráveis. Passando mais tempo online, é importante se proteger, criando senhas exclusivas para cada conta, por exemplo. Com o LastPass, tudo fica mais fácil.

A equipe de TI precisa definir um padrão de práticas relacionadas a senhas corporativas

As pessoas não vão reavaliar as práticas relacionadas a senhas por conta própria. Os administradores de TI precisam repensar as estratégias de segurança para garantir que os funcionários pratiquem bons hábitos em relação a senhas e acessos enquanto trabalham em casa.

35% dos empregadores fizeram com que os funcionários atualizassem as senhas regularmente.

46% dos funcionários não reforçaram as senhas por conta própria.

39% das empresas tomaram os devidos cuidados para que os funcionários se conectassem aos aplicativos da empresa por meio de redes seguras.

47% dos funcionários não mudaram os hábitos de segurança desde que começaram a trabalhar remotamente.

Tendências em (maus) comportamentos relacionados a senhas de 2021

Nosso relatório de Psicologia das senhas constatou que o risco para indivíduos e empresas nunca foi tão grande. Veja quais comportamentos estão colocando as pessoas em risco.